A música e o ser humano estão conectados há séculos. Desde o ventre os bebês absorvem todos os tipos de sons: instrumental, vozes, cantigas, entre outros.

Sendo assim, constroem desde a gestação o contato com o mundo externo e até mesmo reações a estímulos sonoros.

A musicalização no período da Educação Infantil aparece de forma expressiva e cognitiva, utilizando movimentos, percepção sonora e manuseio de instrumentos.

A metodologia utilizada em aula é baseada nos conceitos de Sandra Oakh, fundadora da ILHA DA LUA - Música para Bebês e integrante do Grupo Mawaca.

Benefícios da Musicalização Infantil

• Fortalece o Cérebro - A prática musical enriquece as conexões cerebrais.
• Desenvolve a Fala - A música colabora de forma impactante no desenvolvimento da linguagem e do vocabulário.
• Facilita a Coordenação - motora Habilidades motoras e de coordenação são desenvolvidas através da prática musical.
• Enriquece o Pensamento - Ouvir, comparar e responder musicalmente desenvolve habilidade de pensamentos.
• Aumenta a Autoestima - Atividades musicais em grupo contribuem para um aprendizado de superação e cria habilidades sociais, melhorando a autoestima.
• Da Asas à Imaginação - A música impulsiona a imaginação e abre um universo criativo, um mundo de diversão sem fim para nossos pequenos.
• Exercita a Paciência - A prática musical possibilita o exercício da constância e paciência (importantes valores no caminho de realizações).

O nutricionista é responsável pela promoção da segurança alimentar e nutricional na alimentação escolar, contribuindo para a construção de práticas alimentares saudáveis.

O nutricionista tem como objetivo preparar e ver necessidades da alimentação destinada a escolas; Promover programas de Educação Alimentar e Nutricional visando alunos, pais, professores e funcionários da escola; Integrar a equipe multidisciplinar com participação plena na atenção ao aluno; Planejar, executar, avaliar e corrigir as etapas necessárias para o desenvolvimento dos objetivos citados.

No cardápio há um com alimentação padrão, com alternativas para crianças com intolerância a lactose, doença celíaca, diabetes ou outra patologia apresentada, de acordo com a aceitação das crianças.

Planejamento

Apropriado para cada faixa etária e adequar a realidade para cada escola.
As Aulas são ilustrativas e práticas.

O Material é levado pelo profissional inclusive, utensílio.
Comunicação antecipada do conteúdo para escola e posterior à aula para os pais.
Utilizando alimentos da época, datas festivas, comidas típicas.
Antropometria a partir de 1 ano de idade.

Estudiosos afirmam que para um bom desenvolvimento nos estudos e na vida, bastam quinze minutos de leitura diária para:

Soltar a imaginação e stimular a criatividade
Aumentar o vocabulário
Facilitar a escrita
Simplificar a compreensão das coisas
Ajudar na vida profissional
Melhorar a comunicação interpessoal
Ampliar o conhecimento geral
Ligar o senso crítico na tomada

A leitura é um caminho simples que conduz a mundos lúdicos, cheios de aventuras e fantasias. Ela enriquece o vocabulário e instiga a curiosidade das crianças, tornando-as mais questionadoras.

Tem como objetivo possibilitar aos alunos do Jardim 1 e 2 o contato com a Língua Inglesa. Serão utilizados o volume Hide and Seek, CD de á udio, DVD-ROM, Livro Digital, Fantoche Papper e Flashcards.

O processo de aquisição de uma segunda língua para crianças de 4 a 6 anos de idade é similar ao da língua materna, ou seja, se dá por meio da exposição ao idioma, da interação social, das atividades concretas, das brincadeiras e da experimentação ativa.

As crianças aprendem se divertindo, imitando e fazendo sons engraçados, movimentando-se, manipulando materiais de variadas texturas, tudo numa atmosfera alegre e prazerosa, repleta de energia positiva.

"A compreensão das crianças se dá através das mãos, dos olhos e dos ouvidos". O mundo físico que as cerca predomina o tempo todo. Combinação de músicas, histórias, ilustrações, jogos, repetição e prática do vocabulário em contextos diferenciados, além de atividades curtas encadeadas em unidades temáticas que fazem ponte com o cotidiano das crianças, aproveitando ao máximo a sua natural curiosidade.

Há uma ênfase na variedade de estilos, seja nas ilustrações, nas músicas ou nos ritmos, e esse enfoque reforça o papel da música e dos movimentos como elementos fundamentais quando se aprende um idioma. Tais princípios embasam a metodologia para que os alunos se sintam sempre estimulados a usar a imaginação, valorizando o interesse das crianças, estimulando seus questionamentos e contemplando as múltiplas inteligências.

A avaliação dos alunos será feita de forma processual, baseada em observação, levando-se em conta o seu desenvolvimento integral.

Uma criança até os três anos de idade ainda não tem a consciência do "eu" e se confunde com o espaço em que vive, e com o ambiente. A partir dos três anos a criança passa a ver seu corpo como um ponto de referência para situar os objetos em seu espaço e tempo.

Este é o primeiro passo para que ela possa mais tarde chegar à estruturação espaço-temporal. Neste momento, aos 3 anos, ela assimila conceitos de espaço como embaixo, acima, direita, esquerda e de tempo (como a duração dos intervalos de tempo, de ordem e de sucessão).

Assim, para facilitar e estimular esta fase foi criada a aula de ritmos, que consiste num projeto de iniciação à dança oferecendo a possibilidade de desenvolver-se em todos os aspectos.

Benefícios da Dança

Dançar é muito mais do que puro divertimento. A execução de passos coreografados, repetidos dentro de um método e com orientação profissional, proporciona diversos benefícios como qualidade de vida e bem-estar para o corpo e a mente.

Tem como objetivo oroporcionar aos educandos a melhoria de suas capacidades motoras através da prática movimentos técnicos do judô.

Aulas práticas e demonstrativas que envolvam os movimentos técnicos da modalidade, técnicas de rolamentos, de quedas, de projeção e de imobilização.

A avaliação é através de observação de desempenho e evolução dos educandos de modo que, ao final do ciclo, o educando esteja apto a graduar-se através da troca de faixa.